domingo, 23 de agosto de 2009

Operação pandemia

Aqui vai um vídeo (no Youtube), que vale a pena ver.
Afinal, não podemos ouvir, ver... tudo o que nos é impingido e simplesmente engolir.
Verdades ou meias verdades, precisamos ter capacidade de analisar.
Para analisar, precisamos ter senso crítico, ter consciência.
Não se trata de ser a favor, ou contra. Acreditar ou desacreditar. Mas de informar.
Ter condições de questionar melhor os responsáveis pela saúde da população.
Se você se informar, se educar, melhor estará preparado para interpretar seu mundo.
O mundo onde você vive, onde vivem todos os seus.
Assista.

Operação pandemia - um vídeo sobre o surgimento da Gripe A(H1N1).

Planos para Mídias Sociais? Vamos lá...

A net é pródiga (na realidade os autores dos conteúdos o são), e garimpando-se aqui e ali, encontramos fontes interessantes.
Aqui, quero direcioná-los(as) ao blog de Peter Kim, com excelentes dicas para avaliarmos o potencial da nova Mídia. Uma valiosa análise para quem pretende desenvolver projetos para o que vem sendo considerado (em muitos casos equivocadamente ao extremo), um verdadeiro "filão" para ser explorado.
Se você não pensa assim e vê possibilidades sérias - embora, claro, potencialmente rentáveis desde que tratada com os devidos cuidados - acesse o link do blog citado e... siga os passos

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Gripe suína, ou Gripe A(H1N1)... vamos sair da pocilga!

É hora de rever nossos valores.

O que você está fazendo para evitar a contaminação, ou a disseminação, da gripe?

Às vezes, temos que aprender da pior maneira, uma vez que não aprendemos a prevenir.
A disseminação de doenças por meio de vetores ambientais, torna difícil a socialização, um fator relevante para o modo de vida do povo brasileiro.
Mas é chegada a hora de compreendermos que precisamos mudar comportamentos. Ou pagaremos muito caro por não conseguir superar barreiras.
Achamos que é constrangedor usar máscaras, ou tomar outras providências mais simples, como lavar as mãos com frequência.
Não queremos desistir da reunião, da balada, do shopping. Mas, também, não queremos ser contaminados.
Não dá. Assim, não dá.
Temos que mudar nossos comportamentos. Temos que aceitar que precisamos mudar.
Contaminação por meio do uso dos carrinhos de supermercados, ao segurar os pegadores de alimento dos restaurantes self-service, bem como em todas as ocasiões nas quais estivermos reutilizando algum equipamento público, é totalmente factível, segundo afirmam as autoridades.
Não é o caso de pânico. Basta que saibamos crescer com a mudança de comportamento, ter mais disciplina, aceitar que estamos vivendo num mundo que nós mesmos construímos.
Aprendamos a entender que tudo tem limite. Temos que aprender a cuidar melhor do nosso planeta, e de nós mesmos. Temos que aprender a nos respeitar e a respeitar o próximo.
E que ele nos respeite.
Vamos sair da pocilga e viver um mundo melhor.
Atchim!

sábado, 8 de agosto de 2009

Espinha de peixe (sem engasgos)

Olhaí, Rodrigo! Primeiramente, avise a galera que esse semestre vai ser puxado.
Como é de praxe dizer, a FAGES 'está sob nova direção' e as coisas estão ficando melhores. Cada vez mais. Para o bem de vocês mesmos, esperem o melhor do curso.
Estejam preparados.
Bem, quanto à tal espinha de peixe, sugiro acessar dois links que apresentam o Diagrama de Ishikawa ilustrado e simples - mas muito bem elaborado, e outro um pouco mais técnico, porém igualmente simples e esclarecedor.
Não vá se engasgar com a espinha, certo?
Abraço.

terça-feira, 28 de julho de 2009

Jeans tradicional: você sabe onde tem?

É isso mesmo: as mudanças acontecem de maneira tão intensa que torna-se difícil encontrar um produto com as características originais. Algo que seja simplesmente como nasceu: a calça jeans, feita do legítimo Denim Indigo Blue (sem elastano, elastex ou seja lá qual for o aditivo que torne o tecido mais artificial e sintético); um celular que faça e receba ligações, simplesmente. Essas coisas.
Outro dia, para encontrar uma calça jeans original, busquei informações na internet. Impressionei-me com a quantidade de pessoas procurando a mesma informação.
Vocês conhecem aquela estratégia de solução de problemas que usa o gráfico da espinha de peixe? Pois é. Paranóia? Eu encontrei minha calça.
Para facilitar a quem possa interessar (e evitar engasgos com espinha de peixei), sugiro que procure em lojas especializadas em trajes para a prática do estilo country. Assim surgiu a calça. Para os vaqueiros.
Diga-se de passagem que o conceito de "brand" também nasceu nesse meio: a necessidade de marcar o gado.
Assim ela pode manter-se original, feita de brim, puro algodão. Aqui em São Paulo, próximo ao parque da Água Branca, na Rua Dona Germaine Burchard, vocês encontrarão.
Dica de marca (claro): Wrangler. É ótima.
Seguuura peão!

quarta-feira, 13 de maio de 2009

Nos encontraremos lá!

Você vai?... Eu vou!.
Já estão começando a pipocar os eventos sobre Social Media.
Não poderia ser diferente. Afinal, o buzz acontece assim mesmo.
Apesar das dificuldades com horários - as aulas da sexta e do sábado - vamos superar as barreiras para compartilhar conhecimento com o pessoal.
Recebi a indicação por meio do Meio & Mensagem, fiz minha inscrição, e repasso a todos e a todas o link para mais informações:

Social Media Brasil, dias 5 e 6 de junho, 2009

Vários profissionais da área (quem sabe... alguns empresários também), estarão lá.

Pegue sua prancha!

BigBrand: Comunicação Empresarial, o Site!

BigBrand: Comunicação Empresarial, o Site!
Loading...